Capitalismo – O que é ?

Capitalismo é um sistema econômico e uma ideologia baseada na propriedade privada dos meios de produção e sua operação com fins lucrativos. As características centrais deste sistema incluem, além da propriedade privada, a acumulação de capital, o trabalho assalariado, a troca voluntária, um sistema de preços e mercados competitivos. Em uma economia de mercado, a tomada de decisão e o investimento são determinados pelos proprietários dos fatores de produção nos mercados financeiros e de capitais, enquanto os preços e a distribuição de bens são principalmente determinados pela concorrência no mercado.

O que é Capitalismo Comercial ?

O Capitalismo Comercial é conhecido como a primeira fase do Capitalismo. Sua gestação começou no Renascimento Comercial dos séculos XIII e XIV. Porém, o Capitalismo Comercial ganhou força no início no século XV com o desenvolvimento da burguesia comercial europeia. As grandes navegações e conquistas marítimas dos séculos XV e XVI foram de fundamental importância para o desenvolvimento do capitalismo neste momento.

– Mercantilismo: política econômica que priorizava o acúmulo primitivo de capital, metalismo (riqueza através de ouro e prata), protecionismo alfandegário, Pacto Colonial (relações comerciais exclusivas entre Metrópole e Colônia) e a balança comercial favorável (mais exportações do que importações);

– Desenvolvimento do sistema bancário que favoreceu o avanço do capitalismo comercial.

– Impulso comercial através das conquistas de territórios na África e América, principalmente por Portugal e Espanha. Estes países colonizaram e exploraram colônias, retirando recursos naturais (principalmente ouro). Um dos exemplos foi a exploração feita por Portugal em sua principal colônia, o Brasil

– Grande poder econômico, social e político da burguesia comercial

Capitalismo Industrial

O capitalismo industrial é uma nova fase desse sistema econômico, que surge em meio a um processo de revoluções políticas e tecnológicas, na segunda metade do século 18. Com essa nova fase é superado o capitalismo comercial, também chamado de mercantilismo, que surgiu em fins do século 14 e vigorou até então. Muitos fatores econômicos, sociais e políticos contribuíram para o desenvolvimento dessa nova forma de capitalismo.

Características do Capitalismo Industrial

  1. As principais características do Capitalismo Industrial são:
  2. Industrialização e desenvolvimento dos transportes
  3. Nova forma de divisão social do trabalho
  4. Trabalho assalariado
  5. Liberalismo e livre-concorrência
  6. Intensificação das relações comerciais internacionais
  7. Surgimento da classe operária (proletariado) e dos sindicatos
  8. Supremacia da burguesia industrial
  9. Crescimento urbano e o desenvolvimento tecnológico
  10. Transformação das manufaturas em produtos industrializados
  11. Produção em larga escala
  12. Aumento da produção de mercadorias e diminuição dos preços
  13. Imperialismo e Globalização
  14. Aumento da desigualdade social

Capitalismo Financeiro

O Capitalismo Financeiro ou Monopolista corresponde a terceira fase do sistema econômico capitalista que surge em meados do século XX, com a Terceira Revolução Industrial e está presente até os dias atuais.

Recebe esse nome posto que os bancos e outras instituições, ligados ao sistema financeiro, são os principais agentes desse período.

Alguns estudiosos acreditam que o capitalismo financeiro terminou com a quebra da bolsa de valores de Nova York, em 1929, levando ao surgimento de uma nova fase do capitalismo: o Capitalismo Informacional ou Cognitivo.

Capitalismo Informacional

O capitalismo informacional é igualmente chamado de capitalismo cognitivo. Nesta fase do sistema, um conjunto de doutrinas é acumulado, a fim de aprimorar o desenvolvimento do sistema.

A esta união de práticas econômicas, nota-e o desenvolvimento de uma terceira fase do capitalismo. Elas serão fundamentais para a propulsão do sistema, sobretudo, por meio da área de tecnologia da informação (TI).

O capitalismo informacional é referente ao período econômico atual. Ele é caracterizado, sobretudo, pelo avanço da globalização e o contato maior entre as nações.

Através dos computadores, smartphones – internet –, o capitalismo cognitivo relaciona-se diretamente à Sociedade da Informação. Uma nova era dentro da sociedade e do sistema vigente.

As principais características do capitalismo informacional abrangem o desenvolvimento das tecnologias vigentes na época. Além disso, um aumento ainda intensificado pelo contato via redes sociais.

Capitalismo Monopolista

Esta fase do capitalismo surgiu após a crise de 1929. Neste período começam a surgir rapidamente várias empresas, motivadas pelo processo de concentração e centralização de capitais: indústrias, bancos, corretoras de valores, casas comerciais, etc. A acirrada concorrência favoreceu as grandes empresas, levando a fusões e incorporações que resultaram, a parti de fins do século XIX, na monopolização ou oligopolização de muitos setores da economia.

Os bancos passam a ter um papel cada vez mais importante, indústrias incorporam ou constituem bancos para lhes dar retaguarda.

Podemos dizer que este período está em pleno funcionamento até os dias de hoje.

Pontos básicos do capitalismo monopolista:

Desenvolvimento da tecnologia e da ciência, formando verdadeiros tecnopólos – centros industrias ligados a centros de estudo e pesquisa.

Formação de grandes conglomerados financeiros e industriais.

Maior dependência dos países pobres, aumento do endividamento externo, baseado na política do neocolonialismo.

Grande presença de capital especulativo, capital que gera renda e não produção

Capitalismo no Brasil

A formação do capitalismo industrial brasileiro não se dá de forma isolada em relação ao capitalismo global dos países desenvolvidos da Europa ocidental e dos EUA.O Brasil, assim como, diversos países da América latina, áfrica e sudeste asiático têm uma história marcada por um forte atraso estrutural, decorrente de anos de forte exploração colonial pré-capitalista.As desigualdades no desenvolvimento entre os centros metropolitanos e suas colônias, entre diferentes continentes e países é fundamental para compreender o desenvolvimento da acumulação primitiva capitalista brasileira bem como as relações econômicas presentes nesse sistema muitas vezes contraditório, dialeticamente moderno e arcaico.O escravismo, enquanto modo de produção já houvera desaparecido, na Europa, contudo, foi fortemente introduzido na América.

O escravismo praticado na América, primeiramente vinculado à monocultura de cana-de-açúcar para a exportação em nosso país, as relações feudais desenvolvidas na Bolívia correspondiam ambas as necessidades da nascente burguesia mercantil européia.A desigualdade é a “lei mais geral do processo histórico” (história da revolução russa, pág.5), essas desigualdades sustentam nossa base de análise do desenvolvimento do capitalismo brasileiro, suas relações contraditórias de progresso social e de uma dialética do caminho da humanidade.

O capitalismo é um sistema econômico mundial, que ao longo dos últimos cinco séculos se desenvolveu em todos os países do globo, passando por diferentes fases: capitalismo comercial, capitalismo industrial, capitalismo financeiro e capitalismo estatal monopolista.Cada país, mesmo que atrasado foi levado pela roda da história a estabelecer relações estruturais capitalistas e se viu sujeito a suas leis de desenvolvimento, mesmo com suas relações arcaicas internas persistindo.Cada país entrou na divisão internacional do trabalho sob as bases de um mercado mundial, jogando diferentes papéis na formação e desenvolvimento desse sistema.

Capitalismo Significado

Sistema econômico baseado na legitimidade dos bens privados e na irrestrita liberdade de comércio e indústria, com o principal objetivo de adquirir lucro.

Capitalismo e Socialismo

O capitalismo e o socialismo são dois sistemas político-econômicos que organizam as relações nas sociedades. Muito embora sejam tratados como opostos, essa designação não é suficiente para que se possa compreender toda complexidade de ambos. Atualmente é um processo complexo definir um país como socialista, já que a predominância no mundo é de países que seguem a lógica do capitalismo. Embora alguns países como Cuba, China, Coreia do Norte e Vietnã ainda sejam referidos como socialistas, na prática muito pouco daquele sistema ainda é visível. Em Cuba, por exemplo, em questões relativas ao turismo, nota-se uma lógica capitalista de atuação, mas em questões como saúde e educação, o controle do Estado é significativo. Apesar das contradições, estes países continuam sendo definidos como socialistas.

Capitalismo Resumo

Podemos definir capitalismo como um sistema da economia, cujo o qual os meios de produção, em especial, a demanda, a distribuição, os investimentos, as decisões de oferta e o preço são de propriedade privada com fins totalmente lucrativos e por isso, não são feitos pelo governo.

Comentários

Deixe um Comentário